COLUNAS - COMPORTAMENTO


Sobre os lixos que acumulamos (quando deveriam ser eliminados)
18/03/2024 00:00:00

Esses dias estávamos Laís e eu na cozinha, num dia normal e qualquer. A convoquei a limpar os farelos que haviam derrubado no chão, então foi quando pegou a vassoura e começou a varrer. Virei as costas e quando olhei, não vi mais nenhuma sujeira no chão, mas também não a vi pondo no lixo e foi a quando questionei sobre o que havia feito. E ela, sabendo que tinha feito meio certo e meio errado, com uma carinha que a denunciava falou que varreu os farelos para baixo do armário...

Pronto! Em instantes estávamos discutindo a relação, em uma DR que rendeu bastante. Acertando ou errando, não sei bem ao certo, prefiro aproveitar as oportunidades do dia a dia para orientá-la e levá-la a desenvolver um senso crítico e reflexivo sobre os acontecimentos, sobre o próprio comportamento e as possíveis consequências.

Enfim, voltando √† varrida dos farelos para debaixo do arm√°rio, o que quis explicar naquela circunst√Ęncia √© que de nada adiantava ter feito aquele servi√ßo ‚Äútorto‚ÄĚ, que a sujeira continuava ali, s√≥ n√£o estava vis√≠vel aos olhos. E que quando for solicitada ou se propuser a realizar uma atividade, que a fa√ßa por completo, que d√™ o melhor mesmo que o resultado melhor n√£o seja garantido e que, por mais dif√≠cil que seja, precisamos cumprir todas as etapas de um projeto sem ‚Äúatalhos‚ÄĚ para que o objetivo seja alcan√ßado verdadeiramente.

Aqueles olhinhos me olhando estavam compreendendo a moral da hist√≥ria e, inclusive, demonstrava pelos trejeitos uma certa vergonha pela solu√ß√£o r√°pida que havia encontrado, s√≥ que nenhum pouco eficiente e eficaz. Me senti, enquanto educadora, com a miss√£o cumprida e, al√©m disto, a situa√ß√£o foi me foi produtiva¬†tamb√©m, pois me trouxe reflex√Ķes importantes. Uma delas e a principal que venho dividir com voc√™s neste texto √©:

Quantas vezes varremos as nossas emo√ß√Ķes e sentimentos para baixo do arm√°rio? Quantas vezes procrastinamos e/ou resolvemos pela metade as nossas quest√Ķes? Quantas coisas preferimos escond√™-las de n√≥s mesmos ao inv√©s de resolv√™-las e, de uma vez por todas dar fim ao desconforto? Quantas vezes atalhamos para n√£o sentir dor moment√Ęnea, mas a causa da dor continua ali pronta para agir novamente?

Aquilo que d√≥i, desconforta, incomoda... √© evitado e negado. √Č um mecanismo de defesa da mente. No entanto, assim como os farelos que continuavam ali (apenas escondidos), a causa do inc√īmodo emocional ‚Äď se n√£o a enfrentada e varrida ‚Äď continuar√° sendo lixo, lixo mental e continuar√° enchendo de sujeira as nossas vidas, comprometendo o nosso equil√≠brio psicol√≥gico.

Eu sei que a La√≠s quis burlar a etapa do processo de varrer e juntar a sujeira com a pazinha de¬†lixo, porque ela considera ainda dif√≠cil. E eu sei tamb√©m que n√≥s evitamos toda hora enfrentar muitas coisas por ser dif√≠cil. Por√©m, √© uma sa√≠da pouco inteligente √† medida que acumular lixo e/ou coisas mal resolvidas trar√£o, sem d√ļvidas, um progn√≥stico.

Após o meu insight, das coisas mal varridas e só escondidas e que não se trata só de migalhas de pão, chamei a Laís e completei o nosso papo. Conversamos mais um pouco e entendemos juntas que qualquer coisa que não resolvermos e só escondemos, nunca será solucionado.

Ela √© uma menina super inteligente e tem apenas nove anos. Tem um potencial enorme, mas √© responsabilidade nossa ‚Äď de pai e m√£e ‚Äď direcion√°-la, dirigi-la para canalizar toda a capacidade que tem para o bem. Educar nunca foi f√°cil, mas √© extremamente gratificante.

Espero que a nossa DR seja v√°lida para outras pessoas tamb√©m, que reflitam profundamente se suas atitudes s√£o de eliminar ou acumular ‚Äúlixo‚ÄĚ!

 


Luciele Monteiro Osório - Psicóloga

- Especialista em Transtornos da Inf√Ęncia e a da Adolesc√™ncia na Cl√≠nica Interdisciplinar
- Especialista em Psicologia Jurídica - Ênfase(s) em Família (s)
- Especializanda em Neuropsicologia

Formada em 2008 pela Unifra, desde então atua nas áreas da Psicologia Clínica e Organizacional. Além disso é mãe da Laís, sua melhor experiência prática do desenvolvimento infantil, esposa, filha, irmã, tia, do lar... Enfim, assume multi papéis, o que é típico da mulher da atualidade.

ACOMPANHE

|
|
ENDEREÇO

Rua Benjamim Constant, 906
Galeria Confian√ßa • Sala 102 C
Centro • Ca√ßapava do Sul, RS
CEP: 96570-000

HOR√ĀRIOS DE ATENDIMENTO

De Segundas a sextas:

• Das 9h √†s 12h pelo (55) 9.9981-8101

• Das 14h as 17h30 atendimento presencial

JORNALISMO, PUBLICIDADE e AN√öNCIOS

(55) 9.9981-8101

jornalismo@farrapo.com.br

© 2024 PORTAL FARRAPO. Todos os direitos reservados.

Desenvolvimento: