COLUNAS - COMPORTAMENTO


Precisamos de mais Matteus
22/04/2024 00:00:00
Na semana passada, mais precisamente na terça-feira, fiz algo inusitado: Minha pequena grande família e eu, já num horário que costumamos estar acomodados e até dormindo, ficamos em frente à televisão olhando atentos a final do BBB. 
E jogo que não éramos só nós os estreiantes realizando este feito! 
Provavelmente haviam muitas outras pessoas que sequer acompanharam o programa em nenhuma das edi√ß√Ķes, mas que estavam ali, envolvidos no programa global e, por uma √ļnica causa: Movidos pela identifica√ß√£o coletiva.
Mesmo sem acompanhar diariamente foi f√°cil sentir-se atra√≠da para dar umas espiadas ‚Äúna casa mais vigiada do Brasil‚ÄĚ e acompanhar nas redes a evolu√ß√£o do nosso representante Matteus no jogo. Tornou-se admiravelmente prazeroso ao passo que ‚ÄúO Alegrete‚ÄĚ gerava em n√≥s sentimentos de identidade, de empatia, de reconhecimento at√© o ponto de n√£o torcermos para uma √ļnica pessoa e sim para que o Rio Grande do Sul, na pessoa dele, fosse campe√£o!¬†
O jeito de falar, de vestir-se, os coment√°rios que tecia sobre as nossas coisas, o sentimento expl√≠cito de amor pela nossa cultura, enfim, ali demonstrados em rede nacional ia nos mobilizando diariamente. Este rapaz, ga√ļcho, que √© gente como a gente provocou em massa dois importantes mecanismos de defesa: A, ent√£o, identifica√ß√£o e a proje√ß√£o.
Se aquele rapaz ali, figura t√≠pica de um ga√ļcho de costumes arraigados, bondoso, que saiu do interior, do campo, que estudava na Unipampa e que acabou chegando onde chegou e que t√£o bem nos descreve e nos representa...
¬†... Ah isto quer dizer que realiza√ß√Ķes s√£o poss√≠veis para todos que s√£o assim, igual a ele, ent√£o?! Sim, claro que sim e, por isso a realiza√ß√£o dele √© a nossa e isto traz uma enorme satisfa√ß√£o a todos.
E √© por isso que eu ouso a dizer que, de menino simples do Alegrete tornou-se praticamente um fen√īmeno no nosso estado e que o pr√≥prio Matteus demonstra estar assustado diante de tantas mobiliza√ß√Ķes e homenagens recebidas.¬†
Realmente ele n√£o deve ter a m√≠nima no√ß√£o dos in√ļmeros gatilhos emocionais que despertou nos ga√ļchos e que hoje, a partir dele, nos sentimos vitoriosos, reconhecidos e identificados por um representante, sobretudo, honesto e de ‚Äúbons costumes‚ÄĚ. (Os quais ‚Äď infelizmente ‚Äď est√£o escassos e por isso, nos causam tanta admira√ß√£o e ao mesmo tempo espanto quando vemos a pureza de algu√©m).¬†
Sucesso ao Matteus e obrigada, tamb√©m, por ter nos despertado bons sentimentos, por ter nos enaltecido, contribu√≠do para a nossa autoestima, por despertar esperan√ßa e por deixar claro, em pleno s√©culo XXI, que povo que tem virtude n√£o se tornar√°, jamais, ‚Äúescravo‚ÄĚ.¬†
Que no jogo da vida tenhamos sempre outras tantas oportunidades de relembrar, fortalecer e enaltecer nosso senso de pertencimento e a nossa identidade. Precisamos muito disto de tempos em tempos para lembrarmos quem somos, de onde viemos e para onde queremos ir. 

Luciele Monteiro Osório - Psicóloga

- Especialista em Transtornos da Inf√Ęncia e a da Adolesc√™ncia na Cl√≠nica Interdisciplinar
- Especialista em Psicologia Jurídica - Ênfase(s) em Família (s)
- Especializanda em Neuropsicologia

Formada em 2008 pela Unifra, desde então atua nas áreas da Psicologia Clínica e Organizacional. Além disso é mãe da Laís, sua melhor experiência prática do desenvolvimento infantil, esposa, filha, irmã, tia, do lar... Enfim, assume multi papéis, o que é típico da mulher da atualidade.

ACOMPANHE

|
|
ENDEREÇO

Rua Benjamim Constant, 906
Galeria Confian√ßa • Sala 102 C
Centro • Ca√ßapava do Sul, RS
CEP: 96570-000

HOR√ĀRIOS DE ATENDIMENTO

De Segundas a sextas:

• Das 9h √†s 12h pelo (55) 9.9981-8101

• Das 14h as 17h30 atendimento presencial

JORNALISMO, PUBLICIDADE e AN√öNCIOS

(55) 9.9981-8101

jornalismo@farrapo.com.br

© 2024 PORTAL FARRAPO. Todos os direitos reservados.

Desenvolvimento: