COLUNAS - TECNOLOGIA


O 5G já chegou. E agora?
05/08/2022 00:00:00

E finalmente ele chegou! A tão aguardada nova tecnologia de transmissão e conexão móvel 5G entrou em operação em nossa Terra Brasilis para que, finalmente desta vez, tenhamos a sonhada velocidade de transferência de dados na palma de nossas mãos, e além.

Até o presente momento, Brasília (DF), Belo Horizonte (MG), João Pessoa (PB), Porto Alegre (RS) e São Paulo (SP) , esta última recebendo a nova tecnologia somente ontem (04/08/22) são as capitais que já desfrutam do 5G. As próximas cidades potencialmente na fila são Rio de Janeiro, Curitiba, Salvador e Goiânia. 

Ainda não há previsão para operação em cidades do interior, pois naturalmente iniciam-se os trabalhos em capitais, onde a densidade populacional é maior, o consumo em escala proporcional e obviamente o retorno de investimento das empresas mais rápido.

Agora que o 5G é uma realidade concreta, o quê exatamente nós ganharemos em relação ao 4G?  Segundos os especialistas, muito. A projeção é que a nova tecnologia chegue a ser 100 vezes mais rápida que a anterior.  Em termos práticos, veja alguns tópicos de possibilidades que poderão passar a ser comuns com a utilização do 5G:

  1. Baixa latência  -  Aquele incômodo delay (atraso) em ligações por aplicativo será praticamente nula, chegando ao patamar de uma ligação telefônica clássica, que pode ocorrer de 1 a 5 milissegundos. (No 4G é de 40 a 70 para termos comparativos).
     
  2. Trasmissão de dados -  Assistir a um seriado, baixar um video ou mesmo realizar uma videoconferência será muito mais fluída, pois as taxas de transferência prometidas partirão de 100mbits até 1GBit, ou seja, praticamente velocidades hoje praticadas por conexões de fibra ótica. Obviamente que estas velocidades vão depender muito das condições físicas onde o transmissor e/ou receptor se encontram, mas em condições normais de uso aguarde boas surpresas.
     
  3. Menos exigência dos smartphones – Por causa da grande velocidade de transmissão, muitas aplicações mobile poderão ser processadas na nuvem, liberando espaço e recursos dos smartphones, como já ocorre com programas desktop. Esta possibilidade abre um grande leque para desenvolvedores de aplicativos pensarem em novas estratégias e metodologias de desenvolvimento de software “cloud-hybrid” ou “device responsive”, onde um mesmo programa possa se adequar ao dispositivo que o esteja requisitando, barateando seu custo de produção e consequentemente de manutenção. As AppStores potencialmente sofrerão uma grande mudança de escopo por causa desta flexibilização.
     
  4. Mais aparelhos conectados por m² - Quantas vezes você não teve dificuldade em fazer uma chamada ou conseguir um bom sinal durante um evento ou local público com grande concentração de pessoas? Pois bem, mesmo que o 4G já nos dê algum conforto, ainda sim sofre gargalos.  Com o 5G, a projeção é que cerca de 1 milhão de dispositivos possam estar conectados à rede ao mesmo tempo sem perda de qualidade. Eventos de grande impacto poderão ser registados de inúmeros ângulos ao mesmo tempo.
     
  5. Cirurgias robóticas a distância – Com a vantagem da baixíssima latência e grande poder de transmissão de dados, será ainda mais concreta a possibilidade de profissionais da saúde, especificamente cirurgiões, poderem realizar intervenções em seus pacientes remotamente. Esta prática já existe, porém de forma bem reduzida devida a sua alta complexidade.
     
  6. Estradas inteligentes – Com mais pontos de transmissão e alcance, veremos vias inteligentes monitorando veículos em tempo real. Câmeras e sensores ligados em tachões, postes, quiosques e lâmpadas poderão auxiliar as autoridades ou empresas concessionárias a identificar veículos roubados, sinistros ou simplesmente oferecer ao usuário uma conexão estável para que possam viajar desfrutando de uma Netflix por exemplo. Bom para os pais que poderão aposentar aquele pen-drive com os desenhos já decorados, certo?
     

A lista é bem maior, mas por hora já é um bom indicativo do que nos espera para o futuro (e não tão distante assim).

Se o seu aparelho móvel ainda não está preparado para receber o 5G, sugiro que aguarde mais um pouco, pelo menos até uma Black Friday ou promoção de Natal.  Serão ótimas oportunidades para você que está esperando trocar seu aparelho antigo. E lembre-se, 4.5G  ou 4G Plus não é 5G nativo.  Não caia em conversas de aproveitadores.

Como em toda nova tecnologia, o que a fará dispensável ou não será sua finalidade. Enquanto usarmos para o bem, com intuito de unir e progredir, que venham tantos “Gs” quanto der.  Nós acompanharemos na mesma velocidade!


Fabiano Ferreira - Analista de Sistemas

Formado em 2002 como Analista de Sistemas com ênfase em Mídias Digitais pela Universidade Anhembi-Morumbi de São Paulo, SP
Atuou em agências digitais e de tecnologia em São Paulo, Porto Alegre, Caxias do Sul e Santa Maria.
Adquiriu em 2015 o sêlo de Empreteco pelo SEBRAE - RS, programa orientado ao amadurecimento de características empreendedoras e permanência sustentável no mercado.
Sócio-Fundador da CRIAPOLIS Inteligência Criativa de Santa Maria, RS. Criada em 2012, atua como gestor e líder de desenvolvimento.

ACOMPANHE

|
|
ENDEREÇO

Rua Benjamim Constant, 906
Galeria Confiança • Sala 102 C
Centro • Caçapava do Sul, RS
CEP: 96570-000

HORÁRIOS DE ATENDIMENTO

De Segundas a sextas:

• Das 9h às 12h pelo (55) 9.9981-8101

• Das 14h as 17h30 atendimento presencial

JORNALISMO, PUBLICIDADE e ANÚNCIOS

(55) 9.9981-8101

jornalismo@farrapo.com.br

© 2022 PORTAL FARRAPO. Todos os direitos reservados.

Desenvolvimento: