14
ESPORTES - FUTEBOL - INTER
Inter sofre empate do Juventude nos acréscimos e desperdiça chance de entrar no G-4 do Brasileirão
09/05/2022 08:22:03

O Inter esteve, até os minutos finais, muito perto de uma importante vitória fora de casa. No entanto, sofreu um gol nos acréscimos, empatou em 1 a 1 com o Juventude e desperdiçou grande chance de entrar no G-4 do Brasileirão na noite deste domingo, no Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul. O resultado, após uma atuação inconsistente, deixa o Inter apenas na 8ª colocação, com oito pontos. Já os donos da casa seguem na zona de rebaixamento, com apenas 3 pontos, na 18ª posição.

Os gols foram marcados no segundo tempo. Após cobrança de falta de Carlos de Pena, Vitão apareceu para fazer seu primeiro gol com a camisa do Inter. Já nos acréscimos, também na bola parada, Oscar Ruíz empatou para o Juventude.

O Inter volta a campo pelo Brasileirão no próximo sábado, quando enfrenta o Corinthians, no Beira-Rio. A partida, válida pela 6ª rodada do Brasileirão, acontece às 19h. Já o Juventude entra em campo um dia depois, no domingo, quando enfrenta o Avaí, na Ressacada, às 18h.

 

Inter sofre no primeiro tempo 


Após entrar bem na partida contra o Guaireña, Rodrigo Dourado voltou a aparecer como titular. Na zaga, Vitão foi a campo após Mercado sentir desconforto. Outro que apareceu no time foi David. Com pouca produtividade do setor ofensivo, a aposta mais uma vez foi em Alemão no comando de ataque. Já Alan Patrick foi relacionado e apareceu no banco pela primeira vez desde o retorno ao Inter.

Nos primeiros minutos, o jogo se desenvolveu no campo de defesa do Inter, já que o Juventude começou empurrando os visitantes e forçando erros na saída de bola. Além disso, insistiu pelas investidas pelo lado. Nos primeiros 10 minutos, foram três escanteios para o time da Serra, além de pelo menos duas finalizações mais perigosas. Em uma delas, Daniel caiu para fazer a defesa.

Aos 13 minutos, Isidro Pitta perdeu grande chance, justamente após mais uma jogada em velocidade. Darlan roubou bola no campo de defesa e enxergou Chico Kim muito bem posicionado. O meia avançou e abriu bola para Pitta na direita. Ele teve espaço para trazer para dentro e, na hora da finalização, fez feio. Pegou muito embaixo da bola e, livre, desperdiçou grande chance, isolando.

O lado direito da defesa do Inter sofreu muito no início do confronto. Pelo setor, Chico Kim deu muito trabalho, e criou várias jogadas em cima de Bustos, que não conseguiu se encontrar na marcação. Todas as ações ofensivas passavam pelo camisa 23 do Ju. Aos 22, foi novamente ele quem iniciou o ataque. A bola saiu dos pés dele e passou por Guilherme Parede, que de primeira colocou para o volante Jadson, no segundo pau. Por sorte, ele também não bateu bem, e ela subiu em tiro de meta.

A primeira jogada de perigo do Inter só foi sair aos 40 da etapa inicial. Alemão saiu da área, onde estava tendo muitas dificuldades, e foi a linha de fundo pelo lado direito. Ele mandou cruzamento preciso no segundo pau, achando Edenilson. Como elemento surpresa, cabeceou forte, para baixo, e Cesar fez boa defesa para evitar vantagem dos visitantes ao intervalo.


Inter marca na bola parada, mas é castigado nos acréscimos


Para tentar sacudir um pouco a produção ofensiva, Mano Menezes fez uma troca no comando de ataque. Sacou o apagado Alemão, que não repetiu as boas atuações de outras partidas, e colocou em campo Pedro Henrique.

E na primeira jogada de ataque no segundo tempo, o Inter conseguiu abrir o placar aos 2 minutos. Em falta pelo lado esquerdo de ataque, o até então apagado De Pena contribuiu com uma importante assistência. Na bola parada, ele cruzou na marca do pênalti. Lá estava o zagueiro Vitão, muito bem posicionado, na blitz aérea ofensiva, para mandar para as redes, fazendo 1 a 0 para os visitantes.

Com a vantagem no placar, o Inter passou a se postar de forma mais organizada no campo. Isso permitiu, também que a equipe explorasse os contra-ataques e a velocidade. Assim, um escanteio do Ju se transformou em chance de gol para o Inter aos 14 minutos. Bustos dominou e arrancou, passando do meio campo. Ele olhou para os dois lados antes de abrir na direita para Pedro Henrique, que finalizou forte, mas ela deu na rede pelo lado de fora, assustando o goleiro Cesar.

Aos 18 minutos, a resposta do Juventude, após duas trocas. Isidro Pitta recebeu na esquerda, e passou como quis, com muita facilidade, pelo zagueiro Bruno Mendez. Ele tentou a finalização a queima roupa, obrigando Daniel a fazer boa defesa. Na marca do pênalti, Chico Kim ficou muito na bronca, já que ele esperava livre pelo passe.

Três minutos depois, outra chance. O próprio Kim completou finalização da direita de carrinho e, por muito pouco não marcou. A partir daí, o Ju ensaiou uma pressão. No terceiro lance em sequência, Yuri Lima arriscou de fora da área, e obrigou Daniel a espalmar para escanteio, evitando de novo o empate.

A pressão arrefeceu nos minutos finais, e parecia que o Inter conseguiria administrar a vantagem. Até levou um último susto, aos 40, em mais uma cabeçada do sempre perigoso Isidro Pitta. No entanto, o golpe final saiu já nos acréscimos. Também de cabeça, após cobrança de falta, Oscar Ruíz anotou e tirou do Inter a chance de entrar no G-4 do Brasileirão.

 

 

Correio do Povo

ACOMPANHE

|
|
ENDEREÇO

Rua Benjamim Constant, 906
Galeria Confiança • Sala 102 C
Centro • Caçapava do Sul, RS
CEP: 96570-000

HORÁRIOS DE ATENDIMENTO

Segundas a sextas:
Das: 9h às 12h • 14h às 17h30

JORNALISMO, PUBLICIDADE e ANÚNCIOS

(55) 9.9981-8101

jornalismo@farrapo.com.br

© 2022 PORTAL FARRAPO. Todos os direitos reservados.

Desenvolvimento: