Eleições

Escola Augusto Vitor Costa consolida 10 anos do projeto de práticas educativas

24/11/2019 18:15
 

A E.M.E.F. Augusto Vitor Costa, no Durasnal, consolidou nesta semana uma década do Projeto Criatividade Aplicada em um Laboratório de Ideias. Com a participação da Comunidade Escolar e convidados, o evento contou com a presença do Secretário de Educação de Caçapava do Sul, Aristides Costa, o Coordenador Pedagógico da SEDUC, professor Edimar Fonseca, o Presidente da Câmara de Vereadores, professor Sílvio Tondo, a professora Iuzara Cassol representando a E.E.E.M. Antônio José Lopes Jardim, a professora Lúcia Oliveira, representando o Departamento da Alimentação Escolar, e a Presidente do CPM,  Janaína Mariani.

No decorrer do evento, houve várias atividades tais como: apresentação do Coral Vozes Em Canto, que realizou a abertura do evento entoando o Hino Nacional brasileiro, com regência da professora Adriane Lopes e o Grupo de balé, com suas lindas Bailarinas Borboletas que encantaram com sua coreografia, coordenadas pela professora Liziane Vasconcelos.

A turma do 1º ano A, juntamente com a professora Simone Oliveira, acompanhada  da professora de Educação Física Luciana Medeiros, apresentou uma dança na "Rua Feliz". Já a turma do 2º ano A da professora Irma Dorneles deu um show com o teatro "O Reino a Dora". Representando os colegas a professora Alessandra Cavalheiro do 4º ano A, falou sobre  a prática criativa e as intervenções de aprendizagem.

Os vídeos apresentados mostraram um pouco do resultado e a influência motivadora neste contexto interdisciplinar, onde a autonomia dos professores envolvidos permite arriscar em um trabalho de sua autoria e autoria dos alunos, inventando e buscando novos recursos, com metodologias criativas, capazes de desacelerar o cumprimento dos conteúdos e que estes sejam desenvolvidos com o uso da imaginação e entusiasmo, deixando a zona de conforto rumo a criação de oportunidades de aprendizagem na resolução de problemas, trocas de ideias, pesquisa, resolução de conflitos, flexibilidade, desafios, responsabilidade, autoria, planejamento e, principalmente, disponibilidade para fazer acontecer o aprender autoconstrutivo.

Nosso projeto valoriza a autoria de um trabalho criativo que permita descobrir, decidir e escolher intervenções capazes de romperem com a submissão do ensinamento como  base no cumprimento de uma listagem de conteúdos.