CLIQUE AQUI E SAIBA MAIS
  Comportamento

Estudo mostra que idosos são mais propensos a espalhar notícias falsas

Por BBC Brasil
12/01/2019 11:20
 

Foto: Reprodução

Pessoas com mais de 65 anos são mais propensas a divulgar notícias falsas na internet, também conhecidas como "fake news". O apontamento foi feito após estudo de pesquisadores da Universidade de Nova York. Eles publicaram um artigo na revista científica Science Advances na quarta-feira, 9, onde analisaram as publicações de um grupo de usuários do Facebook durante a campanha presidencial americana, em 2016.

A conclusão da pesquisa foi de que o "compartilhamento de artigos de sites de notícias falsas foi uma atividade rara", mas o estudo identificou que os usuários na faixa etária mais velha, acima dos 65 anos, compartilharam sete vezes mais artigos de portais de notícias falsas do que o grupo etário mais jovem (18 a 29 anos).

Dentre os que divulgaram notícias falsas, havia mais eleitores do Partido Republicano (38 usuários) - grupo político do presidente Donald Trump - do que do Partido Democrata (17). Ao todo 18,1% dos eleitores republicanos analisados pelo estudo divulgaram notícias falsas, ante 3,5% dos eleitores democratas.

Os sites que difundiam "fake news", analisados na pesquisa, foram baseados em listas de acadêmicos e jornalistas, entre os quais uma elaborada pelo jornalista Craig Silverman, do portal BuzzFeed. Para ler a reportagem completa da BBC Brasil, clique aqui.


Por BBC Brasil

Farrapo