Saúde

Caçapavanos falam sobre os benefícios da caminhada

Por Eduardo Schneider
21/01/2020 16:24
 

Areião é um dos lugares mais frequentados por quem pratica atividade física (Foto: Eduardo Schneider/Farrapo)

Atividade física é uma alternativa importante para quem busca saúde e qualidade de vida. Caminhada e corrida, por exemplo, são modalidades que atraem muitos adeptos.

Em Caçapava do Sul, os locais mais frequentados para caminhada ou corrida são a estrada da aviação, a pista do Areião, a saída para Lavras do Sul ou em direção a BR 392. As academias também estão na lista de alternativas de quem busca resultados expressivos.

Para saber mais sobre a rotina fitness, a reportagem da Farrapo esteve no Areião na última sexta-feira, 17 e entrevistou alguns cidadãos.


Disposição

As irmãs Vilma Alves Batista, 59 anos e Irma Alves Dorneles, 53 anos, disseram que vão ao Areião caminhar praticamente todos os dias: “É por uma questão de saúde. A gente se sente mais leve e mais disposta”, garante Irma.

 

 

Ano novo, novas metas


Geíza Alexandra afirma que vai ao Areião caminhar frequentemente: “Neste final de ano, decidi mudar alguns hábitos. Comecei dando cinco voltas e fui aumentando o ritmo da caminhada. Também passei a beber mais água e aos poucos vou percebendo os resultados positivos”.

 

 

Fugir do sedentarismo

Antonio Dutra – Tak disse que faz atividade física para fugir do sedentarismo: “De início era só caminhada e assim que fui ganhando condicionamento físico passei a correr”.

Também falou que frequenta o Areião e disse que as condições do local podem melhorar: “Acredito que é preciso ter manutenção constante para evitar buracos ou que o mato comece invadir a pista”.


Atividade física

A prática de atividade física faz bem para a mente e o corpo. Segundo o Ministério da Saúde, entre as vantagens estão à redução do risco de hipertensão, doenças cardíacas, acidente vascular cerebral, diabetes, câncer de mama e de cólon, depressão e quedas em geral. Além disso, a atividade física fortalece ossos e músculos, reduz ansiedade e estresse e melhora a disposição e estimula o convívio social.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda 150 minutos semanais de atividade física leve ou moderada (cerca de 20 minutos por dia) ou, pelo menos, 75 minutos de atividade física de maior intensidade por semana (cerca de 10 minutos por dia). Mas a falta de tempo com a rotina apertada de trabalho, estudo, cuidados com a casa, faz com que muitas pessoas não façam nenhuma atividade física.

Para se ter uma ideia, a Pesquisa Nacional de Saúde (PNS) mostrou que um a cada dois adultos não pratica o nível de atividade física recomendado pela OMS. Além disso, as pessoas sedentárias têm de 20% a 30% mais risco de morte por doenças crônicas, como doenças do coração e diabetes, que as pessoas que realizam ao menos 30 minutos de atividade física moderada, cinco vezes por semana. Por isso, é fundamental planejar a rotina para praticar atividade física e alcançar uma melhor qualidade de vida. Para aqueles que ainda não conseguem reservar o tempo ideal, qualquer atividade, ainda que de curta duração, já é uma importante evolução.


Por Eduardo Schneider

Farrapo




Topo