Segurança Pública

Realizada primeira experiência de televisita no sistema prisional do RS

14/04/2020 09:23
 

Primeiras televisitas ocorreram na segunda-feira (Foto: Asscom/Seapen)

A primeira televisita do sistema prisional do Rio Grande do Sul foi realizada nesta segunda-feira, 13. O projeto-piloto, no âmbito do Estado, ocorreu no parlatório da Penitenciária Estadual do Jacuí (PEJ), em Charqueadas. Contou com a supervisão e o acompanhamento de profissionais da Seapen e da Susepe, do setor de tecnologia da informação e de tratamento penal, além da direção do Tratamento Penal da PEJ.

Ao todo, 8 familiares, de 10 agendamentos previstos, foram localizados pelas equipes da Susepe e tiveram a possibilidade de conversar durante 10 minutos com o detento de sua relação, que cumpre pena naquela casa prisional.

De acordo com a Susepe, as visitas ocorrerão mediante agendamento prévio, conforme regramento de cada estabelecimento, de segunda a sexta-feira, por meio de chamada de áudio e/ou vídeo, observada a capacidade operacional de cada unidade prisional. Além disso, a portaria ressalta que permanece suspenso o procedimento de cadastro para novos visitantes no período da pandemia, sendo somente permitida a realização de chamada de áudio e/ou vídeo aos visitantes já cadastrados no Sistema INFOPEN/RS, de acordo com a Portaria de Visitas já vigente.

Conforme o documento, a chamada de áudio e/ou vídeo entre os apenados e seus familiares tem a duração máxima de dez minutos. As chamadas são viabilizadas por servidores penitenciários, seguindo orientações de procedimentos das áreas de segurança e tratamento penal.

Nesse primeiro dia, os contatos foram feitos por skype, com o apoio tecnológico da equipe de TI da Seapen/Susepe e da PEJ. A psicóloga, Carolina Lessa, TSP da Susepe, que fez a intermediação com as famílias, agendando os contatos, nesse projeto piloto, disse que a reação dos apenados, que conseguiram conversar com seus familiares, foi a melhor possível.

Com informações da Seapen

Farrapo




Topo